Saúde | É suposto viver com uma coisa que não faz parte?

Hoje tive uma consulta com a minha médica de família da qual saí um pouco irritada. Tenho um fibroadenoma há pouco mais de quatro anos e o menino teima em não parar de crescer. Começou por ser uma bola minúscula que só se fazia sentir quando eu a procurava e hoje é uma bola, cujo diâmetro atinge quase o de uma bola de golfe, que faz questão de mostrar relevo no meu peito sempre que estou em certas posições.

Posto isto, e porque começa a incomodar quando me deito de barriga para baixo, decidi pedir à médica para me mandar para um acompanhamento no hospital para me extraírem esta coisa que não está aqui a fazer nada. E o que é que a Senhora Doutora respondeu? "Isto não é assim. Não podes só querer extrair isso, tens que ser indicada para tal por um médico." Como assim não posso pedir para tirar uma coisa que não está aqui a fazer absolutamente nada e que pode esconder, um dia, problemas mais graves? Era suposto eu esperar que isto atinja o tamanho de uma bola de futebol ou que esconda um cancro para mo tirarem? Não percebo. 

Mas como para mim aquilo não fazia qualquer sentido, já que o especialista que me acompanhava em França disse que aquilo era para tirar por volta dos 19 anos, consegui convencer a médica a mandar-me para o hospital mas quase que tive que me pôr de joelhos e pedir por favor! Mas fiquei incrédula quando ela acrescentou "Pois, ainda por cima és magra..." Oh minha amiga, nem que fosse gorda! 

A sério, digam-me se isto para vocês faz algum sentido!

6 comentários:

  1. Não faz sentido nenhum. Acho que fizeste muito bem :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que me entendes! Por momentos achei que eu é que não tinha razão...

      Eliminar
  2. Se ela não te mandasse para o hospital, podias tentar arranjar uma consulta com o especialista no hospital (ou numa clínica) e ele logo via :) Não é preciso ser o médico de família a mandar, a consulta pode é ficar mais cara :o

    ResponderEliminar
  3. Bem não faz mesmo sentido. Só espero que fiques bem

    ResponderEliminar
  4. Não faz sentido e não é correto. A opinião do paciente (não é uma palavra bonita) tem e deve ser sempre valorizada por qualquer profissional de saúde, principalmente, a do médico. Sem juízos de valores e sem comentários maldosos. Incrível. Espero sinceramente que tudo corra bem e que corra como desejas.
    Beijinhos, Carolina.

    ResponderEliminar

Sintam-se livres para se expressarem.

Porém, comentários considerados abusivos ou ofensivos não serão publicados.