Um brinde aos 21!

balloons, party, and pink image

Quem me segue atentamente, ou quem me conhece, sabe que dia 22 deste mês completei 21 anos. A intenção sempre foi fazer uma publicação sobre o assunto mas apenas vos escrevo hoje porque também festejei o meu aniversário este fim de semana e eu queria compilar tudo numa só publicação. 

Gosto de fazer anos. Não só pelo carinho que recebo mas também porque a data do meu aniversário significa para mim um recomeço. A maior parte das pessoas faz resoluções na última noite do ano, eu faço no dia do meu aniversário. Todos os anos trazem-nos aprendizagens mas estes meus 20, desde que tenho memória, foi o ano mais repleto delas até hoje. Nos 20 fui magoada mas também magoei. Mas em ambas as situações eu aprendi, aprendi muito. Foi um ano sensível em termos de saúde, mas graças a isso aprendi que afinal sou forte. Superei a doença que me atormentou por valentes meses, muitos dos quais eu nem dei conta, e isso deixa-me orgulhosa. 

Claro que os 20 não foram só coisas negativas, muitas coisas boas aconteceram também. Uma delas foi sem dúvida ter concluído o primeiro ano do curso (deixar cadeiras por fazer). Isto para muitas pessoas é algo banal mas para mim é uma vitória. É uma vitória porque esse primeiro ano coincidiu com o primeiro ano a viver sem os meus pais, ou seja, um ano com uma forte carga emocional. Muitas foram as vezes em que pensei desistir do meu percurso académico, ainda hoje acontece mas olho para trás e vejo que fui capaz e se fui capaz uma vez serei capaz sempre! Porém, a melhor coisa de todas, a melhor prenda que Deus me deu foi sem dúvida o meu amor. Quando o conheci o meu mundo estremeceu, o que senti naquele dia nunca mais vou esquecer. Foi algo para o qual eu não tenho palavras para descrever e penso que nunca as vou conseguir encontrar. Encontrar alguém que nos quer bem, que nos acarinha, que está sempre lá, que nos apoia em tudo e mais alguma coisa, que nos ama incondicionalmente é impagável! Com ele aprendi a amar e sei que irei aprender muitas mais coisas. Só peço que este presente dos 20 se transforme num presente para toda a vida.

Apesar de ter calhado durante a semana tive a sorte de ter um dia de aniversário excelente. Para começar, no meio de uma semana onde a chuva era torrencial, o meu dia foi um dia soalheiro e só isso pôs-me logo muito mais bem disposta! Fui finalmente matar a curiosidade e experimentei comer 100 Montaditos com as melhores pessoas (está aprovado, já agora!). À tarde fiz algo que não fazia há imeeeeenso tempo e que me dá um prazer imenso: peguei na máquina fotográfica e fui até ao centro fotografar. Apesar do frio soube-me muito bem. Acabei o dia a festejar em família, na casa da minha avó que tem sido um grande pilar desde o meu regresso a Portugal. Foi um dia cansativo, muito completo e repleto de coisas boas.

Ainda não foi desta que me organizaram uma festa surpresa e devido à impossibilidade de juntar todos os meus amigos de uma só vez, no sábado fiz um jantar cá em casa para poder celebrar com os amigos de longa data. Tirando as festas de quando era criança organizadas pelos meus pais, nunca tinha festejado um aniversário cá em casa. Foi uma noite super positiva, cheia de joguinhos para nunca deixar a animação desvanecer. Foi tão agradável que penso para o ano repetir a dose. Jantares em casa são muito mais aconchegantes!

Tenho que agradecer muito, e mais uma vez, às pessoas que festejaram comigo o meu aniversário, que se lembraram de mim e me acarinharam, sem elas o meu dia não teria tido o brilho que teve. Graças a elas tive o melhor aniversário que tenho memória. Nunca me senti tão mimada como a celebrar os 21.

Sou agora uma rapariga com 21 anos muito feliz ♥️

12 comentários:

Sintam-se livres para se expressarem.

Porém, comentários considerados abusivos ou ofensivos não serão publicados.